Sunday, December 20, 2009

correndo por entre os carvalhos...

correndo por entre os carvalhos
caiu
as vestes negras emaranhadas
nos galhos
nas folhas
os olhos no céu e as aves
que se aproximam
rasando
até pousar sobre si
um enorme corvo
azeviche
sobre o seu ombro
exposto
exala longamente
silenciosamente
afastando o corvo
à medida que se levanta
encostada aos enormes carvalhos
e corvos são anjos
ou homens
cavalos e espadas
resplandecentes
e asas que a erguem rumo
à copa
e ele sorri
e não se vêem mais vestes
brancas nem negras
corvos nem gente
apenas
um gigantesco carvalho e
longos cabelos
negros
acobreados
anelados
nos dedos dela
enrolando-se nos galhos
e nos pássaros
e roçando o chão
e o carvalho erguendo-se
em direcção ao céu
e o riso largo
ecoando por entre a floresta
hoje
ainda hoje

Saturday, December 12, 2009

wasting

wasting my life
so much
better save it

for another time

I said.

Thursday, December 3, 2009

se o que eu digo

se o que eu digo te fizesse sorrir
seria o vento na minha boca
como um vendaval por vir
o que te digo é feito
de lentos amores
que hão-de vir
pois que te faço sorrir
por entre gemidos
ganidos no escuro
aos ouvidos de quem te ouça
ouvi quieta e quase muda
e ofereci-te o vento frente
à tua face escura
sorri agora
pois que te peço
e se te dei a dor o gozo
e a agonia do verbo
posso pedir-te o sorriso
rente ao vento que atropela
o meu passar

baby don't cry

baby don't cry
I'm still here
I'll stay
I always stay
baby don't cry
my tears
its not worthwhile